Gerente do CREN no Fórum Econômico na América Latina - CREN
16714
single,single-post,postid-16714,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-7.5,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2,vc_responsive

Gerente do CREN no Fórum Econômico na América Latina

Fórum Econômico Mundial

05 abr Gerente do CREN no Fórum Econômico na América Latina

A gerente-geral do CREN, Gisela Solymos, foi uma das expositoras no Fórum Econômico Mundial sobre a América Latina, que acontece de 05 a 07 de abril em Buenos Aires, Argentina.

Como parceira da Fundação Schwab, ela compartilhou no Fórum Econômico sua história como empreendedora social a frente da experiência bem-sucedida do CREN. A instituição já beneficiou 3,5 milhões de pessoas por meio da recuperação de crianças e jovens desnutridos, do resgate da qualidade de vida das famílias e capacitação de profissionais.

Vencendo a Desnutrição

Segundo Gisela, o primeiro grande passo para que o CREN se tornasse agente de transformação da pobreza e desnutrição foi “organizar e comunicar o conhecimento que foi acumulado” ao longo de anos com pesquisa e desenvolvimento de metodologias.

O resultado prático foi o lançamento da coleção de livros e o portal “Vencendo a Desnutrição”, com conteúdo sobre o método de atuação do CREN e diretrizes para tratamento e prevenção.  O sucesso desse trabalho foi tanto, que houve mais de 50 mil reimpressões (traduzidos para espanhol e francês) e três milhões de panfletos distribuídos pelo país. Como reconhecimento à iniciativa, a Unicef classificou o CREN como Referência Nacional para o Tratamento e Prevenção de ‪‎Desnutrição Infantil.

Fórum Econômico na América Latina

Os participantes no Fórum Econômico Mundial sobre América Latina explorarão os desafios, os riscos e as oportunidades para a região. As economias latino-americanas estão adaptando suas estratégias financeiras e fiscais diante do crescimento mais lento e as circunstâncias econômicas da região.  No Fórum, os participantes discutirão os temas políticos, econômicos e sociais, incluindo a transparência, a adaptação e a estabilidade a longo prazo, os requisitos necessários para melhorar a confiança no seu mercado e o ambiente empresarial. O encontro reunirá líderes mundiais e regionais de negócios, o governo e a sociedade civil para compartilhar ideias estratégicas sobre como abordar os desafios e contribuir para dar forma ao futuro da América Latina.